Tudo o que você precisa saber sobre instrumentação industrial

Tudo o que você precisa saber sobre instrumentação industrial


Ao pensar em instrumentação industrial, você pode achar que o conceito tem a ver com os processos de uma empresa ou com os equipamentos utilizados durante o expediente. E você não está errado.

Entretanto, é muito mais do que isso.

Instrumentação industrial se refere à ciência que abrange o estudo e o desenvolvimento de instrumentos de controle, registro, transmissão e ajuste de variáveis para maior eficácia do ambiente industrial.

Os dispositivos implementados podem ser utilizados de forma direta ou indireta para controlar ou medir variáveis de diferentes processos em uma empresa.

Entre esses instrumentos estão sensores, transmissores, posicionadores, dispositivos computacionais e elétricos.

Saiba mais sobre esse tema a partir da leitura do texto abaixo. Confira!

Qual a importância da instrumentação industrial?

A instrumentação industrial apresenta diversas vantagens de ser aplicada em uma empresa, tanto nas operações realizadas, quanto em questões de desempenho.

Ela surgiu como uma necessidade em otimizar processos industriais na década de 1940, como, por exemplo, a abertura manual de válvulas.

Com o passar do tempo, tais tecnologias foram sendo aprimoradas para tornar os processos cada vez mais eficientes e dinâmicos.

Um dos principais benefícios do uso desses instrumentos é o aumento da qualidade da produção, garantindo, consequentemente, maior qualidade do produto final.

Manutenção do padrão e repetibilidade do processo, coleta de dados de matéria-prima e acompanhamento de produção estão entre os pontos positivos dessa atividade.

A implementação desses instrumentos também possibilita um melhor monitoramento das máquinas e aparelhos utilizados nos processos, contribuindo para a prevenção de problemas e aumentando a ?segurança da indústria.

Variáveis de controle

São vários os parâmetros que podem ser medidos e controlados pela instrumentação industrial, dependendo do segmento do setor e da natureza do processo.

É possível realizar medição de vazão, nível, temperatura, pressão, pH, densidade, entre outros.

Para um controle maior, a instalação de dispositivos para cada uma das variáveis pode ser uma alternativa. Entretanto, deve-se atentar a disponibilidade técnica dos equipamentos da empresa para a instalação dos instrumentos e ainda analisar o custo-benefício dessa ação.

Conheça aqui algumas dessas variáveis.

Vazão

Ela indica principalmente o rendimento e a produtividade do processo, sendo uma variável essencial para o balanço entre massa e energia de uma planta.

A medição de vazão impacta diretamente a parte econômica da empresa, dessa forma, é necessário que ela seja feita de maneira precisa, sem aumentar gastos.

Entre os instrumentos que podem ser utilizados para fazer a medição estão: medidores de quantidade, medidores volumétricos e medidores especiais.

O medidor de quantidade indica o fluxo que escoou, mas não a vazão do momento em si. No caso do volumétrico, a vazão é medida pela perda de pressão do fluido, enquanto nos medidores especiais, são utilizados recursos mais avançados, como o medidor eletromagnético.

Temperatura

Tendo em vista que diversas indústrias utilizam do resfriamento e aquecimento de conteúdos em processos de produção para fabricação de produtos finais, a temperatura é uma variável de grande importância.

Em casos em que o calor proporciona a energia necessária para a obtenção do produto, a medição de temperatura deve ser correta.

Sem contar que, quando realizada sem precisão, pode acarretar acidentes de trabalho e danos à empresa.

Com isso, a busca por equipamentos de medição dessa variável se faz necessária, entre eles, o termômetro e o termopar são os mais comuns.

Pressão

A pressão é considerada a variável mais importante no controle da produção, sendo que o seu monitoramento é fundamental.

É uma variável que interfere em diversas partes do processo, como no nível do tanque, estado físico da matéria-prima, e até mesmo na vazão.

Ela ainda se faz presente na segurança do processo, já que elevados índices de pressão podem significar grande risco aos trabalhadores.

Assim como em uma panela de pressão, há uma força que atua sobre determinada área, e o cálculo dessa relação se faz com o uso de instrumento: o manômetro, utilizado, por exemplo, para medição em reatores de indústrias químicas.

Há dois tipos de manômetro: o líquido e o elástico. Enquanto o primeiro funciona a partir do deslocamento de fluido através de um tubo de vidro, o segundo utiliza-se da deformação de uma mola para mensurar a pressão exercida no processo.

Conclusão

Agora você já sabe porque a instrumentação industrial é uma área de grande importância para a produção de uma empresa.

Os dispositivos implementados auxiliam na otimização de processos, melhoram qualidade e rendimento do trabalho sem aumentar custos, e ainda garantem maior segurança aos funcionários.

Eles são responsáveis por possibilitar controle das variáveis apresentadas em certo segmento da indústria ou em processos diversos.

Entre essas variáveis podemos citar vazão, temperatura e pressão.

A medição precisa dessas variáveis aumenta a produtividade e reduz riscos de acidentes.

Então, já está preparado para implementar nossas soluções para a sua empresa através da instrumentação industrial?

Com certeza, novas tecnologias irão te ajudar a deixar o seu negócio muito mais prático e desenvolvido.